Conceito de Geografia

Geografia: importante ciência para entender nosso planeta

Conceito

Geografia é uma ciência que estuda as características da superfície do planeta Terra, os fenômenos climáticos e a ação do ser humano no meio ambiente e vice-versa.
Importância do estudo

A Geografia é uma ciência muito importante, pois permite ao homem compreender melhor o planeta em que vive. Para isso, esta ciência dispõe de diversos recursos matemáticos e tecnológicos. A estatística, por exemplo, é muito usada na área da pesquisa populacional. Os satélites são fundamentais na elaboração de mapas, além de fornecerem dados importantes para a verificação de mudança na vegetação do planeta.

No Brasil, o estudo da Geografia é obrigatório para os alunos do Ensino Fundamental e Médio e deve ser oferecido pelas escolas.

Principais áreas da Geografia e exemplos de temas estudados por cada área:

- Geografia Física: relevo, rios, vegetação.
- Geografia Humana: população (crescimento demográfico, alfabetização, migração, etc).
- Geografia Política: relações políticas, conflitos entre nações.
- Cartografia: elaboração e interpretação de mapas
- Geografia Turística: desenvolvimento do turismo mundial e regional.
- Geografia Urbana: desenvolvimento das cidades, planejamento urbano.
- Geografia Social: problemas sociais (violência, desemprego, falta de habitação)
- Geografia Agrária: questões ligadas ao campo (meio rural)
- Geomorfologia: formas da superfície terrestre
- Climatologia: climas, temperatura e fenômenos climáticos (seca, furacões, tempestades)
- Hidrografia: estudo dos recursos hídricos (mares, rios, lagos, oceanos).

Curiosidade:

- O profissional que atua em Geografia é conhecido como Geógrafo.


domingo, 15 de agosto de 2010

exemplos de músicas para discutir nas aulas de Geografia

América do Sul
Ney Matogrosso
Composição: Paulo Machado

Deus salve a América do Sul
Desperta, ó claro e amado sol
Deixa correr qualquer rio
Que alegre esse sertão
Essa terra morena, esse calor
Esse campo, essa força tropical
Desperta América do Sul,
Deus salve essa América Central
Deixa viver esses campos molhados de suor
Esse orgulho latino em cada olhar,
Esse canto, essa aurora tropical
Deus salve a América do Sul...

Vamos Pensar e fazer:

1) Na música fala da América do Sul e Central. Qual é a outra parte na qual a América foi dividida?

2) Que rios importantes são encontrados na América do Sul? Em sua opinião, qual a importância desses rios para o Brasil?

3) Por que na América do Sul encontra-se o clima tropical?

4) Por que o autor diz para deixar correr esse sangue latino em cada olhar?

5) Conte com suas palavras, o que você entendeu sobre a música.


Música Urbana 2
Legião Urbana
Composição: Renato Russo


Em cima dos telhados as antenas de TV tocam música urbana,
Nas ruas os mendigos com esparadrapos podres
cantam música urbana,
Motocicletas querendo atenção às três da manhã -
É só música urbana.
Os PMs armados e as tropas de choque vomitam música urbana
E nas escolas as crianças aprendem a repertir a música urbana.
Nos bares os viciados sempre tentam conseguir a música urbana.
O vento forte, seco e sujo em cantos de concreto
Parece música urbana.
E a matilha de crianças sujas no meio da rua -
Música urbana.
E nos pontos de ônibus estão todos ali: música urbana.
Os uniformes
Os cartazes
Os cinemas
E os lares
Nas favelas
Coberturas
Quase todos os lugares.
E mais uma criança nasceu.
Não há mais mentiras nem verdades aqui
Só há música urbana.
Yeah, Música urbana.
Oh Ohoo, Música urbana.

VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Encontre na música elementos que caracterizem a zona urbana e escreva no espaço abaixo.

2) Escreva quais os problemas presentes em muitas cidades brasileiras, citados na música.

3) Que outros problemas que não foram citados na música você poderia citar?

4) E a cidade que você mora encontra-se os problemas citados na música? Explique sua resposta.


Água
Palavra Cantada
Paulo Tatit e Arnaldo Antunes

Da nuvem até o chão, do chão até o bueiro
Do bueiro até o cano, do cano até o rio
Do rio até a cachoeira
Da cachoeira até a represa, da represa até a caixa d’água
Da caixa d’água até a torneira, da torneira até o filtro
Do filtro até o copo
Do copo até a boca, da boca até a bexiga
Da bexiga até a privada, da privada até o cano
Do cano até o rio
Do rio até outro rio
De outro rio até o mar
Do mar até outra nuvem



1) O que você entendeu nos versos da música?

2) Na música mostra os caminhos que a água percorre até chegar as nosas casas. Você já procurou saber de onde vem a água que usamos para beber, cozinhar, tomar banho, lavar roupas? Depois de usada para onde ela vai?

3) O lugar onde você mora tem rede de esgoto e água encanada?

4) Por que esses serviços são importantes para a população e para o meio
ambiente?

5) Como a água do mar chega até anuvem?

6) Como a água da nuvem chega até o chão?

7) Você acha que, ao chegar ao solo, a água pode percorrer outros caminhos que nãoforam citados na canção?


Africa
Filosofia Reggae


Somos um povo sofrido ,
E ao mesmo tempo discriminado
O que fizemos para ser julgados desta maneira.
Fomos sequestrado, nos braços de mãe fui arrancado
E em um navio fui arrastado ao novo horizonte.
Refrão...
Áfricaaaa , minha mãe
Áfricaaaa, o oo minha mãe
Áá áfrica que saudades de você (2x)
E nos áfricanos lutaremos e sabemos que venceremos
Pois estamos confiante nesta vitoria
África meu pais sagrado ela que foi predestinado
Apareceram os reis dos reis SELASSIE
Refrão..........
E o leão da tribo de JUDAH
Todos os males vão derrubar
E a vitoria sera de jah ratafari (2x)

Vamos pensar e fazer:

1) Na sua opinião, de que forma o processo de escravidõa dos países africanos afetou a economia e a sociedade do continente ao longo dos anos?

2) Por que os colonizadores da América buscavam escravos na África?

3) O que as nações mais ricas podem fazer para ajudar os povos e nações mais afetadas por este lamentável episódio da história africana?

4) Que sugestões você daria para combater o problema da pobreza e da miséra africana e no mundo?

5) A instabilidade politica e indisponibilidade de alimentsos são graves problemas enfrentados pela maioria da população que vive em diferentes paises africanos. Mas o personagemda música diz que sente falata da África. Na sua opinião, por que esses africanos querem voltar pra África?


Criança Não Trabalha
Arnaldo Antunes
Composição: Arnaldo Antunes / Paulo Tatit


Lápis, caderno, chiclete, peão
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria,
Tambor, gritaria, jardim, confusão
Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar,
Pula sela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia,
Pirata, baleia, manteiga no pão
Giz, merthiolate, band aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca,
Botão. pega-pega, papel papelão
Criança não trabalha
Criança dá trabalho
Criança não trabalha
1, 2 feijão com arroz
3, 4 feijão no prato
5, 6 tudo outra vez

VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Você concorda com a letra da música? Explique.

2) Escreva e explique três grandes e graves problemas enfrentados por muitas crianças brasileiras.

3) Você já ouviu falar da Febem ou da Fundac? Faça uma pesquisa sobre o assunto e escreva abaixo algumas informações sobre do que se trata e quala sua opinião a respeito do trabalho dessas instituições.

4) Você acha importante que as crianças estudem? Por quê?

5) Por que a educação não está disponível para todos?

6) O que é evasão escolar? Quais os motivos indicam o aparecimento da evasão escolar?


Casa No Campo
Elis Regina
Composição: Zé Rodrix e Tavito


Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais
Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais
Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal
Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais

VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Procure desenhar, no espaço abaixo, a casa descrita na letra da música.

2) Para os autores, a casa ideal é luxuosa? Por quê?

3) E para você, como seria uma casa ideal?

4) As casas, portanto, são locais onde estabelecemos relações com o grupo social, família. Como você acha que devem ser essas relações?




Saudosa Maloca
Demônios da Garoa
Composição: Adoniran Barbosa


Se o senhor não tá lembrado
Dá licença de contar
Ali onde agora está
Este "adifício arto"
Era uma casa "véia", um palacete assobradado
Foi aqui seu moço
Que eu, Mato Grosso e o Joca
Construimos nossa "maloca"
Mas um dia
"nóis" nem pode se "alembrá"
Veio os "home" com as ferramenta
E o dono "mandô derrubá"
Peguemos todas nossas coisas
E fumos pro meio da rua
"Apreciá" a demolição
Que tristeza que "nóis" sentia
Cada táuba que caía
Doía no coração
Matogrosso quis gritar
Mas em cima eu falei
Os "home tá cá" razão
"nóis arranja" outro lugar
Só "se conformemo"
Quando o Joca falou
Deus dá o frio conforme o "cobertô"
E hoje "nós pega" a paia
Nas grama do jardim
E pra esquecer "nóis cantemos" assim:
Saudosa maloca, maloca querida
Dim dim "donde nóis passemo" os dias feliz de nossa vida
Saudosa maloca, maloca querida
Dim dim "donde nóis passemo" os dias feliz de nossa vida


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Qual o problema de moradia a música retrata?

2) Que outros problemas de moradia você conhece que não foram citados na música?




Capitão De Indústria
Os Paralamas do Sucesso
Composição: Marcos Valle / Paulo Sérgio

Eu às vezes fico a pensar
Em outra vida ou lugar
Estou cansado demais
Eu não tenho tempo de ter
O tempo livre de ser
De nada ter que fazer
É quando eu me encontro perdido
Nas coisas que eu criei
E eu não sei
Eu não vejo além da fumaça
O amor e as coisas livres, coloridas
Nada poluídas
Ah, Eu acordo prá trabalhar
Eu durmo prá trabalhar
Eu corro prá trabalhar
Eu não tenho tempo de ter
O tempo livre de ser
De nada ter que fazer
Eu não vejo além da fumaça
Que passa e polui o lar
Eu nada sei
Eu nao vejo além disso tudo
O amor e as coisas livres, coloridas
Nada poluídas
Eu acordo prá trabalhar
Eu durmo prá trabalhar
Eu corro prá trabalhar
Eu não tenho tempo de ter
O tempo livre de ser
De nada ter que fazer
É quando eu me encontro perdido
Nas coisas que eu criei
E eu não sei
Eu não vejo além da fumaça
O amor e as coisas livres, coloridas
Nada poluídas
Ah, Eu acordo prá trabalhar
Eu durmo prá trabalhar
Eu corro prá trabalhar


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Que problema o Homem encontra nas fábricas foi citado na música?

2) O desenvolvimento das industrias pós a Revolução Industrial, trouxeram impactos positivos e negativos à sociedade. Que impactos são esses?



Pela Internet
Gilberto Gil
Composição: Gilberto Gil

Criar meu web site
Fazer minha home-page
Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleja ...(2x)
Que veleje nesse informar
Que aproveite a vazante da infomaré
Que leve um oriki do meu orixá
Ao porto de um disquete de um micro em Taipé
Um barco que veleje nesse infomar
Que aproveite a vazante da infomaré
Que leve meu e-mail até Calcutá
Depois de um hot-link
Num site de Helsinque
Para abastecer
Eu quero entrar na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tietes de Connecticut
De Connecticut de acessar
O chefe da Mac Milícia de Milão
Um hacker mafioso acaba de soltar
Um vírus para atacar os programas no Japão
Eu quero entrar na rede para contatar
Os lares do Nepal,os bares do Gabão
Que o chefe da polícia carioca avisa pelo celular
Que lá na praça Onze tem um videopôquer para se jogar...


VAMOS PENSAR E FAZER:


1) Localize em um mapa-múndi, as cidades e os países citados pelo compositor.

2) O que a internet possibilita em relação à comunicação entre essas cidades?

3) Que outras benefícios ela pode oferecer?

4) Você e seus familiares costumam acessar a internet? Com que freqüência? Para quê?

5) Você já “navegou” pela internet? Com qual finalidade?

6) Na sua opinião, como a internet passou a interferir na vida das pessoas? Cite exemplos que você já vivenciou.



Canto de um Povo de um Lugar
Caetano Veloso
Composição: Caetano Veloso



Todo dia o sol levanta
E a gente canta
Ao sol de todo dia
Fim da tarde a terra cora
E a gente chora
Porque finda a tarde
Quando a noite a lua mansa
E a gente dança
Venerando a noite


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) O que você entendeu sobre a música?

2) A canção retrata a alternância entre o dia e a noite. Qual o movimento terrestre responsável por essa alternância? Explique.

3) Como você explica a ocorrência das quatro estações ao longo do ano?

4) Como são chamadas as estações do ano? Pesquise quando começa e quando termina cada estação e escreva no espaço abaixo.



Disneylândia
Titãs


Filho de imigrantes russos casado na Argentina
Com uma pintora judia,
Casou-se pela segunda vez
Com uma princesa africana no México
Música hindú contrabandiada por ciganos poloneses faz sucesso
No interior da Bolívia zebras africanas
E cangurus australianos no zoológico de Londres.
Múmias egípcias e artefatos íncas no museu de Nova York
Lanternas japonesas e chicletes americanos
Nos bazares coreanos de São Paulo.
Imagens de um vulcão nas Filipinas
Passam na rede dc televisão em Moçambique
Armênios naturalizados no Chile
Procuram familiares na Etiópia,
Casas pré-fabricadas canadenses
Feitas com madeira colombiana
Multinacionais japonesas
Instalam empresas em Hong-Kong
E produzem com matéria prima brasileira
Para competir no mercado americano
Literatura grega adaptada
Para crianças chinesas da comunidade européia.
Relógios suiços falsificados no Paraguay
Vendidos por camelôs no bairro mexicano de Los Angeles.
Turista francesa fotografada semi-nua com o namorado árabe
Na baixada fluminense
Filmes italianos dublados em inglês
Com legendas em espanhol nos cinemas da Turquia
Pilhas americanas alimentam eletrodomésticos ingleses na Nova Guiné
Gasolina árabe alimenta automóveis americanos na África do Sul.
Pizza italiana alimenta italianos na Itália
Crianças iraquianas fugidas da guerra
Não obtém visto no consulado americano do Egito
Para entrarem na Disneylândia





VAMOS PENSAR E FAZER:

1) O que você entendeu sobre a música?

2) Que país e que cidade fazem parte de algum dos cinco conjuntos regionais da Ásia e que foram citados na letra da música?

3) No trecho “crianças iraquianas fugidas da guerra...”, a que guerra você acha que os autores se referem?

4) Escolha alguns trechos da canção e ilustre-os utilizando recortes de jornais e de revistas e cole-os no espaço abaixo.

5) Que capitais e que países foram citados na música? A que continentes pertencem?


Tempo rei
Lobão
Composição: Gilberto Gil

Não me iludo
Tudo permanecerá do jeito que tem sido
Transcorrendo
Transformando
Tempo e espaço navegando todos os sentidos
Pães de Açúcar
Corcovados
Fustigados pela chuva e pelo eterno vento
Água mole
Pedra dura
Tanto bate que não restará nem pensamento
Tempo rei, ó, tempo rei, ó, tempo rei
Transformai as velhas formas do viver
Ensinai-me, ó, pai, o que eu ainda não sei
Mãe Senhora do Perpétuo, socorrei
Pensamento
Mesmo o fundamento singular do ser humano
De um momento
Para o outro
Poderá não mais fundar nem gregos nem baianos
Mães zelosas
Pais corujas
Vejam como as águas de repente ficam sujas
Não se iludam
Não me iludo
Tudo agora mesmo pode estar por um segundo
Tempo rei, ó, tempo rei, ó, tempo rei
Transformai as velhas formas do viver
Ensinai-me, ó, pai, o que eu ainda não sei
Mãe Senhora do Perpétuo, socorrei


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Essa letra de música discorre sobre alguns fenômenos naturais que atuam na transformação das paisagens terrestres. Quais são esses fenômenos?

2) Esses fenômenos naturais atuam na transformação da paisagem em ritmo lento ou rápido? Explique.

3) O que você entendeu nos versos “água mole, pedra dura, tanto bate que não restará nenhum pensamento”?



Miséria
Titãs
Composição: Paulo Miklos / Sergio Britto



Miséria é miséria em qualquer canto
Riquezas são diferentes
Índio, mulato, preto, branco
Miséria é miséria em qualquer canto
Riquezas são diferentes
Miséria é miséria em qualquer canto
Filhos, amigos, amantes, parentes
Riquezas são diferentes
Ninguém sabe falar esperanto
Miséria é miséria em qualquer canto
Todos sabem usar os dentes
Riquezas são diferentes

Miséria é miséria em qualquer canto
Riquezas são diferentes
Miséria é miséria em qualquer canto
Fracos, doentes, aflitos, carentes
Riquezas são diferentes
O Sol não causa mais espanto
Miséria é miséria em qualquer canto
Cores, raças, castas, crenças
Riquezas são diferenças
A morte não causa mais espanto
O Sol não causa mais espanto
A morte não causa mais espanto
O Sol não causa mais espanto
Miséria é miséria em qualquer canto
Riquezas são diferentes
Cores, raças, castas, crenças
Riquezas são diferenças
Índio, mulato, preto, branco
Filhos, amigos, amantes, parentes
Fracos, doentes, aflitos, carentes
Cores, raças, castas, crenças
Em qualquer canto miséria
Riquezas são miséria
Em qualquer canto miséria


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Podemos dizer que a miséria e a pobreza, na atual fase da globalização, têm se agravado apenas nos países pobres do mundo? Explique.

2) Lendo a frase “miséria é miséria em qualquer canto”, podemos afirmar que as características da pobreza nos países pobres são as mesmas pobrezas nos países ricos? Justifique sua resposta.

4) Explique a relação entre globalização e pobreza.

5) Quais são os fatores que contribuíram para o aumento da pobreza nos países mais ricos e desenvolvidos?



Notícias Do Brasil (Os Pássaros Trazem)
Milton Nascimento
Composição: Milton Nascimento/Fernando Brant


Uma notícia está chegando lá do Maranhão.
Não deu no rádio, no jornal ou na televisão.
Veio no vento que soprava lá no litoral
de Fortaleza, de Recife e de Natal.
A boa nova foi ouvida em Belém, Manaus,
João Pessoa, Teresina e Aracaju
e lá do norte foi descendo pro Brasil Central
Chegou em Minas, já bateu bem lá no sul!
Aqui vive um povo que merece mais respeito!
Sabe, belo é o povo como é belo todo amor.
Aqui vive um povo que é mar e que é rio,
E seu destino é um dia se juntar.
O canto mais belo será sempre mais sincero.
Sabe, tudo quanto é belo será sempre de espantar.
Aqui vive um povo que cultiva a qualidade,
ser mais sábio que quem o quer governar!
A novidade é que o Brasil não é só litoral!
É muito mais, é muito mais que qualquer zona sul.
Tem gente boa espalhada por esse Brasil,
que vai fazer desse lugar um bom país!
Uma notícia está chegando lá do interior.
Não deu no rádio, no jornal ou na televisão.
Ficar de frente para o mar, de costas pro Brasil,
não vai fazer desse lugar um bom


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Como a notícia chegou aos diferentes cantos do Brasil?

2) Fortaleza é a capital de um estado brasileiro. Qual é esse estado e em que região ele fica?

3) Releiam: “foi descendo pro Brasil Central”. Na sua opinião, a que lugar do Brasil se refere a expressão Brasil Central?

4) A que regiões do Brasil chegou a notícia referida na música? Justifique sua resposta.

5) Escreva agora as capitais e estados citados na música.



Velho Chico
Flávio José


Deus mande chuva
Lá pra serra da canastra
Chuvas fortes, chuvas vastas
Pro velho Chico emergir
Quero sentir
A força da natureza
Fazendo a sua correnteza
De novo puder subir
Vamos unirmos
Replantar as suas margens
Devolver toda paisagem
Que o Chicão teve outrora
Chegou a hora
Dos homens que têm poder
Drenarem pra não se ver
O velho Chico ir embora
Em cada proa
Que aparece em seu leito
É um pedido com jeito
De não me deixem morrer
Deixem as usinas
Mas param a poluição
Agrotóxicos e a erosão
Em todo canto se ver
Devolvam aos peixes
Seu santuário sagrado
Que o velho Chico calado
Só tem de lhe agradecer


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) O Rio São Francisco nasce em um estado que não pertence à Região Nordeste. Que estado é esse? De que Região esse estado faz parte?

2) O Rio São Francisco tem cerca de 2.800 km de extensão e percorre cinco estados brasileiros. Que estados são esses?

3) Onde é a foz do Rio São Francisco?




Pobre Paulista
IRA!
Composição: Edgard Scandurra


Todos os não se agitam
Toda adolecencia acata
E a minha mente gira
E toda ilusão se acaba
Dentro de mim sai um monstro
Não é o bem, nem o mal
É apenas indiferença
É apenas ódio mortal
Não quero ver mais essa gente feia
Não quero ver mais os ignorantes
Eu quero ver gente da minha terra
Eu quero ver gente do meu sangue
Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh
Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh (Repete desde início)
Eu sei que vivo em louca utopia
Mas tudo vai cair na realidade
Pois sinto que as coisas vão surgindo
É só um tempo pra se rebelar
Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh
Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh (Repete desde início)

Parou, pensou e chegou ... a essa conclusão
Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh
Pobre São Paulo, pobre paulista...
Pobre São Paulo, pobre paulista...
Pobre São Paulo, pobre paulista...
Pobre São Paulo, pobre paulista


VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Em sua opinião, a quem o autor da música está se referindo ao falar de gente feia e ignorante?

2) A quem ele se refere ao falar de “gente da minha terra, gente de meu sangue”?

3) Você acha que essa música é preconceituosa? Explique.

4) Atualmente, em sua região ou país você diria que esse tipo de sentimento ocorre com maior intensidade?

5) Pesquise no dicionário o significado da palavra preconceito e escreva no espaço abaixo.




Queremos Saber
Cássia Eller
Composição: Gilberto Gil


Queremos saber,
O que vão fazer
Com as novas invenções
Queremos notícia mais séria
Sobre a descoberta da antimatéria
e suas implicações
Na emancipação do homem
Das grandes populações
Homens pobres das cidades
Das estepes dos sertões
Queremos saber,
Quando vamos ter
Raio laser mais barato
Queremos, de fato, um relato
Retrato mais sério do mistério da luz
Luz do disco voador
Pra iluminação do homem
Tão carente, sofredor
Tão perdido na distância
Da morada do senhor
Queremos saber,
Queremos viver
Confiantes no futuro
Por isso se faz necessário prever
Qual o itinerário da ilusão
A ilusão do poder
Pois se foi permitido ao homem
Tantas coisas conhecer
É melhor que todos saibam
O que pode acontecer
Queremos saber, queremos saber
Queremos saber, todos queremos saber



VAMOS PENSAR E FAZER:

1) O que o autor da música, questiona? Você concorda com a visão dele? Explique.

2) Elabore um cartaz com desenhos e colagens que retratem outros temas abordados pelo autor na letra da música.

3) Atualmente os países mais ricos dominam a maior parte da tecnologia resultante de pesquisas científicas. Já os países mais pobres, em geral, têm que pagar muito para utilizar os resultados dessas pesquisas. Você acha que os países desenvolvidos devem continuar a monopolizar os resultados das descobertas científicas e cobrar dos outros países pelo uso desses conhecimentos? Ou essas descobertas deveriam ser socializadas entre os países? Justifique a resposta.

4) Em 1º de julho de 1946, os Estados Unidos fizeram testes com bomba atômica no atol de Bikini. Antes evacuaram toda a população, a maioria nativos, do atol e de ilhas próximas. A devastação foi total e houve sérias conseqüências até para os militares norte-americanos que trabalharam no plano, vítimas de câncer e de outros problemas de saúde decorrentes das altas taxas de radiação recebidas. A população não pode voltar nem para ver como ficou o atol> Definam a posição do grupo sobre a questão: A falta de informação sobre as conseqüências de testes e pesquisas científicas causa problemas para as pessoas? Pesquise e justifique sua resposta.



Blowin In The Wind
Diana Pequeno
Composição: Bob Dylan/v.: Diana Pequeno

Quantos caminhos
Um homem deve andar
Pra que seja aceito como um homem
Quantos mares
Uma gaivota irá cruzar
Pra poder descansar na areia
Quanto tempo
As balas de canhões explodirão
Antes de serem proibidas
The answer my friend
is blowing in the wind
The answer is blowing in the wind
Quantas vezes
Deve um homem olhar pra cima
Para poder ver o céu
Quantos ouvidos
Um homem deve ter
Para ouvir os lamentos do povo
Quantas mortes
Ainda serão necessárias
Para que se saiba que já se matou demais
The answer my friend
Is blowing in the wind
The answer is blowing the wind
Quanto tempo
Pode uma montanha existir
Antes que o mar a desfaça
Quantos anos
Pode um povo viver
Sem conhecer a liberdade
Quanto tempo
Um homem deve virar a cabeça
Fingindo não ver o que está vendo
The answer my friend
Is blowing in the wind
The answer is blowing in the wind



VAMOS PENSAR E FAZER:

1) Do que fala a letra da canção? Justifique sua resposta.


2) A quem o músico se refere como “amigo”?

3) Que resposta ele espera que seja “soprada pelo vento”?

4) Pesquise outras letras de músicas que foram escritas como forma de protesto contra as guerras e escreva no espaço abaixo.

5) Escreva uma poesia ou canção que expresse o desejo do fim de algum conflito atual no mundo.



Vozes da seca
Luíz Gonzaga
Composição: Luiz Gonzaga /Zé Dantas


Seu doutô os nordestino têm muita gratidão
Pelo auxílio dos sulista nessa seca do sertão
Mas doutô uma esmola a um homem qui é são
Ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão
É por isso que pidimo proteção a vosmicê
Home pur nóis escuído para as rédias do pudê
Pois doutô dos vinte estado temos oito sem chovê
Veja bem, quase a metade do Brasil tá sem cumê
Dê serviço a nosso povo, encha os rio de barrage
Dê cumida a preço bom, não esqueça a açudage
Livre assim nóis da ismola, que no fim dessa estiage
Lhe pagamo inté os juru sem gastar nossa corage
Se o doutô fizer assim salva o povo do sertão
Quando um dia a chuva vim, que riqueza pra nação!
Nunca mais nóis pensa em seca, vai dá tudo nesse chão
Como vê nosso distino mercê tem nas vossa mãos



Vamos pensar e fazer:

1) A quem o verso “home pur nóis escuído para as redias do pudê” se refere?

2) Na sua opinião, o compositor critica ou elogia a atitude do governo? Como você explica sua opinião?

3) O tema dessa letra de música aparece em várias reportagens de jornais e revistas. Explique com suas palavras o que voc~e entendeu na canção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário